Entrevista: 4 motivos do porquê você não é chamado e o que fazer

[Entrevista] Então quer dizer que você mandou o seu currículo e não despertou interesse da empresa e nem conseguiu uma entrevista? Saiba que você não está sozinho nessa situação. Acontece que é muito comum e o problema nem sempre é o seu currículo 🙂

Se você vive repetindo a frase “nunca sou chamado pra uma entrevista” e não consegue entender qual é o motivo, então pode estar repetindo estes erros.

Então continue lendo esse artigo para saber mais sobre:

1 – Você tem buscado áreas totalmente opostas
2 – Pode ser por causa do seu salário
3 – Leia atentamente os requisitos da vaga
4 – Hierarquias e cargos

Gostou do que vem por aí? Aproveite e já compartilhe esse artigo, para que cada vez mais pessoas acessem esse material.

1 – VOCÊ TEM BUSCADO ÁREAS TOTALMENTE OPOSTAS

Entrevista-motivos

A verdade é que as empresas ficam muito preocupadas em optar por um profissional que esteja fora da sua área.

O motivo principal é de que o profissional contratado vai entrar e ficar na empresa por algum tempo e irá querer sair para outra oportunidade na área dele, logo que surgir.

Saiba que as empresas gostam que seus colaboradores permaneçam. Isso é chamado de estabilidade profissional.

Assim o funcionário pode evoluir dentro da cultura da companhia e a empresa aprender com ele. Uma troca de conhecimentos.

Acontece que muitas das vezes os profissionais que estão fora da sua área de atuação, podem se frustrar em pouco tempo. Já que o cargo não irá atender as suas expectativas e valores.

Pode ocorrer dele se sentir como um peixe fora d’água e lembrar de que era mais contente na outra área.

Até por não ter mais aquele desafio da sua profissão e a rotina do dia a dia que era antes. Então chega o momento que o profissional deixa a empresa. 

Pense comigo, alguém com uma experiência forte na área de marketing digital, migrando para o setor administrativo.

Mesmo que ele possua os requisitos da vaga, acontece que não está no perfil procurado pela empresa. 

O candidato fica decepcionado com a empresa e com a consultoria de RH, pois não deram uma chance neste processo de seleção, nem mesmo para uma entrevista.

“Acontece que nem todas as companhias estão dispostas a entrevistar pessoas de outras áreas. Algumas delas precisam exatamente daquele profissional. Alguém focado na área em questão.”

SOLUÇÃO:

➡ Agora que você entende como a empresa faz a análise do seu currículo, vamos mostrar a solução para o problema de quem está querendo mudar de área.

A verdade é de que cada vez mais pessoas estão insatisfeitas com sua carreira. Uma pesquisa feita em 2015 da Isma Brasil, diz que 72% das pessoas estão insatisfeitas com o trabalho

Se você é um profissional que está em busca de uma transição de carreira e realmente quer mudar por insatisfação daquilo que faz, acompanhe as nossas dicas.

Antes de tudo, é preciso saber o real motivo da sua insatisfação. Até para que você saiba exatamente de que tipo de mudança precisa ocorrer.

Veja comigo um exemplo: se você se sente realizado com sua área de atuação, mas não aprecia o seu cargo e das atividades que você desempenha, então quer dizer que sua transição deve acontecer com você buscando um novo cargo, para fazer dentro da sua área.  

Mudanças de carreira dentro de uma mesma profissão são bem saudáveis e tem sido bem praticadas.

Já em situações que você não gosta, nem da sua área e muito menos do seu trabalho, é sinal de que a mudança precisa ser mais radical. 

Depois disso é preciso se profissionalizar. Vá em busca de cursos, workshops, capacitações, treinamentos, palestras, graduação e entre outros meios, para poder se capacitar na área e trazer uma bagagem para o seu currículo.

E se você precisa de apoio para realizar uma transição de carreira com mais segurança, assertividade e agilidade, a Opus oferece o programa de Apoio à Transição de Carreira – Outplacement.  Veja mais detalhes aqui nesse link.

outplacement

 

2 – PODE SER POR CAUSA DO SEU SALÁRIO

money-2724241_1280

A verdade é que o salário é bem importante para as empresas e também para os candidatos. 

Atualmente vemos muitos candidatos que já estão trabalhando e demonstram interesse em vagas que oferecem remunerações menores.

Por outro lado, também temos os candidatos que não estão trabalhando, mas que sua pretensão fica muito acima daquilo que é proposto. 

Acontece que se o profissional for contratado e aceitar a vaga, mesmo que por um valor menor, pode ocorrer de em algumas semanas já se frustrar devido ao lado financeiro ser muito importante. 

Não há como se manter, se a renda tem sido muito baixa. Este é mais um dos motivos de você não receber feedbacks positivos por parte das empresas e ser chamado para uma entrevista.

SOLUÇÃO:

➡ A solução para esse tipo de situação, é tentar não se frustrar. Caso você for removido do processo pelo fato da sua pretensão salarial e não ser chamado para uma entrevista.

Acontece que é melhor você aguardar por uma oportunidade melhor e que seja capaz de oferecer uma remuneração maior e manter o seu custo de vida, do que ser contratado e logo ter que sair da empresa.

3 – LEIA ATENTAMENTE OS REQUISITOS DA VAGA

office-620822_1920

Em 2014 foi feita uma pesquisa pela Trabalhando.com e trouxe uma informação bem preocupante.

Nessa pesquisa diz que 82% das pessoas que se candidatam nas vagas, não atendem os requisitos para ocupar o cargo (resultado de 6.272 currículos).

De acordo com essa mesma pesquisa, entre 6.272 currículos, houve vários casos de pessoas que mudavam sua formação de acordo com a vaga que ela se candidatava. A verdade é que isso não é muito diferente do que encontramos na nossa realidade.

Sabe a história de que “vou me candidatar, mesmo não tendo todos os requisitos, até porque não custa tentar né?”. Resulta em não ser chamado para o processo seletivo. 

Atualmente as empresas precisam exatamente do perfil ofertado. Ainda mais no mercado atual em que presenciamos. As empresas precisam de profissionais com o perfil 100% alinhado com suas diretrizes.

SOLUÇÃO:

➡ Evite demonstrar interesse em vagas que você não atende aos requisitos solicitados.

Além de não receber retorno para fazer uma entrevista, prejudica o processo seletivo como um todo. Fazendo as empresas demorarem mais tempo para avaliar os currículos enviados e encontrar os profissionais com o perfil correto.

4 – HIERARQUIA E CARGOS

workplace-1245776_1920

As instituições tem toda uma estrutura interna para compor o seu quadro, igual um time de futebol que não é formado apenas por atacantes ou de goleiros.

As companhias possuem a sua organização e naquele momento a vaga de gerente já está preenchida. Portanto não adianta tentar se candidatar para um posto que já esteja ocupado.

A nomenclatura de cargos e níveis hierárquicos é outro ponto que precisa ser avaliado.

Por exemplo: Uma empresa abre um processo seletivo. Nas informações divulgadas, consta que precisa de um profissional em início de carreira, sem experiência, apenas cursando o superior e com alguns cursos profissionalizantes.  A empresa pede esses requisitos, justamente para evitar conflitos internos de posição hierárquica. 

Nesse caso a empresa já possui um profissional com experiência no seu quadro. Agora precisa de um colaborador com menos capacitação. Então se você possui experiência e se candidatar na vaga, existe grande chance de receber um retorno negativo e não ser chamado para a entrevista.

E muitas vezes acontecem o oposto. A empresa tem profissionais juniores (colaboradores de início de carreira, recém-formados e que estão exercendo funções mais simples) e atualmente precisa de um sênior (com uma grande bagagem profissional, pós-graduado e que exerce funções decisivas na empresa).

Não é raro surgirem vários candidatos com o perfil júnior, quando a vaga é para um profissional sênior. 

SOLUÇÃO:

➡ Não existe problema em demonstrar interesse em vagas que sejam inferiores ao seu cargo. Porém tenha consciência que pode ser um dos motivos de você não conseguir ser chamado para uma entrevista.

E mesmo que você diga que possui todos os requisitos (até porque já trabalhou), pode acontecer da empresa estar solicitando um profissional desse nível hierárquico.

CONCLUSÃO

Para finalizar: lembre-se que você está participando de um processo de seleção. Então a tomada de decisão é baseada sempre na razão e não na emoção.

Sendo assim, não leve nada para o lado pessoal. Se a empresa não te responder ou não te chamar para uma entrevista. 

Eles não estão fazendo isso porque existe algo de errado ou algum problema pessoal com você. Apenas porque não atendeu alguns dos requisitos. 

Então continue em busca do seu sucesso profissional, sem se desanimar. Lembre-se de que os maiores vencedores fracassaram muito até chegar ao sucesso. Continue mantendo o foco, a determinação e principalmente a autoconfiança. 

Se você gostou das dicas que abordamos nesse artigo, não esqueça de compartilhar. Se tiver alguma dúvida, coloque nos comentários ⤵ Ficaremos felizes em te responder 😉

outplacement

 

 

Comments

comments

Deixe um comentário