Como fazer uma transição de carreira (e não estragar tudo)

[ Transição de Carreira ] Um policial virou professor. Um gerente comercial que se tornou publicitário. Um analista financeiro que trabalhava com cálculos, se tornou engenheiro. Essas são algumas histórias de grandes mudanças de carreira.

Cada um enfrentou um conjunto diferentes de desafios, mas suas histórias revelam coisas comuns: eles estavam dispostos a mudar de carreira. 

Há um número enorme de possíveis profissões, o que torna uma tarefa bem difícil. E se você está insatisfeito com a sua, esse é o momento de refletir.

Então continue lendo esse artigo para saber mais sobre:

1 – Tente mudar de área, invés de mudar de carreira
2 – Faça uma reserva financeira
3 – Como escolher uma nova carreira
4 – Invista em autoconhecimento
5 – Apoio à Transição de Carreira – Outplacement

➡ Gostou do que vem por aí? Aproveite e já compartilhe esse artigo, para que cada vez mais pessoas acessem esse material.

1 – TENTE MUDAR DE ÁREA, INVÉS DE MUDAR DE CARREIRA

Transição-de-carreira

Cada vez mais as pessoas estão insatisfeitas com o seu trabalho. Seja pela rotina, seja pelo salário ou pela dificuldade de encontrar oportunidades.

Se você é um profissional que está em busca de uma transição de carreira e realmente quer mudar por insatisfação, entenda que antes de mudar de profissão, há uma outra alternativa, que é a mudança dentro da sua área de atuação.

Por exemplo: Alguém que deseja se tornar um músico, encontrará inúmeras oportunidades dentro de mesma área de atuação.

Ele não precisa ser necessariamente um músico. Existe diferentes tarefas: 

Alguém grava fisicamente o áudio, outra pessoa lida com os níveis de gravação e outro ainda edita, adicionando efeitos sonoros, uma outra pessoa avalia a música e por último alguém canta.

Existem inúmeras opções dentro da mesma área. 

A área industrial, administrativa, saúde, técnica…. funcionam da mesma maneira. 

Ao longo do caminho, as pessoas caem em carreiras por influência, pela formação ou por acaso e gostam delas e ficam nelas. Porém o tempo passa e ela começa a perceber que aquilo não está mais satisfazendo sua realização pessoal. 

Então antes de mudar de carreira, faça uma reflexão:

Se você se sente realizado com sua área de atuação, mas não aprecia o seu cargo e das atividades que você desempenha, então quer dizer que sua transição deve acontecer com você buscando um novo cargo, para fazer dentro da sua área, invés de mudar para uma carreira totalmente nova.

Mudanças de carreira dentro de uma mesma profissão são bem saudáveis e tem sido bem praticadas. 

Já em situações que você não gosta, nem da sua área e muito menos do seu trabalho, é sinal de que a mudança precisa ser mais radical. 

2 – FAÇA UMA RESERVA FINANCEIRA

Transição-de-carreira2

Um dos maiores desafios da transição é o de abandonar a segurança de uma carreira bem estabelecida por outra ainda incerta.

Por isso recomendamos que você faça um planejamento e tome algumas atitudes antes de fazer tal mudança, até porque, é uma situação que gera muitos medos e grande insegurança.

Por esse motivo, é indicado que você faça uma reserva financeira. 

Pode acontecer de você conquistar um cargo inferior, quando decidir mudar de carreira e consequentemente, terá um salário menor.

Por isso, é preciso que você faça uma reserva financeira antes de entrar de cabeça nessa transição. Principalmente se existem pessoas que dependem financeiramente de você.

“65% dos brasileiros não possuem dinheiro guardado para emergências” (pesquisa do SPC Brasil e CNDL).

 

Se você é uma pessoa que não poupa, saiba que nunca é tarde para começar. O ideal é que você tenha uma reserva com um valor para se manter durante 6 ou 12 meses. 

É com essa reserva financeira que você se sentirá mais seguro para fazer uma transição de carreira. E caso ocorra de ficar desempregado ou ter problemas ao longo da sua transição, você terá esse fundo de emergência.

 

3 – COMO ESCOLHER UMA NOVA CARREIRA?

Transição-de-carreira3

Existem tantas opções de carreira, quanto pessoas para preenchê-las.

A rota segura que nossos pais costumavam sugerir é encontrar uma empresa que você goste, consiga fazer o seu trabalho e fique até desfrutar da sua aposentadoria.

Claro que hoje em dia, os tempos, mudaram e dificilmente os profissionais ficam até a aposentadoria.

Mas você precisa procurar uma carreira que realmente te faça feliz e você queira acordar todos os dias pela manhã, para poder seguir nessa carreira.

Uma carreira é sua profissão escolhida, enquanto um trabalho é um emprego de temporário. Claro, seu emprego pode se tornar sua carreira e tudo bem. Apenas certifique-se que isso te faz feliz.

Veja algumas coisas a considerar, quando for escolher uma nova carreira:

 

Paixão

“Escolha um trabalho que você ame e não terás que trabalhar um único dia em sua vida.” Confúcio

Essa é a sua carreira, por isso certamente deve ser algo pelo qual você é apaixonado, mas, nem todas as paixões são construídas para se tornarem carreiras.

Se você não pode trabalhar em a sua paixão, então tudo bem. Porém certifique de que a sua escolha de carreira te dê uma vida equilibrada e de boa qualidade.

 

Salário

O salário é um componente importante para escolher uma carreira.

Muitos jovens que estão entrando agora no mercado de trabalho, ficam surpresos com o custo de vida. As pequenas coisas que parecem simples – filmes, viagens, contas médicas – somam mais rápido do que você imagina. O que parece ser muito dinheiro agora, pode não ser suficiente.

Pare para pensar sobre como você quer viver, qual é o custo familiar que você possuí e se essa nova carreira irá cobrir os seus custos.

 

Equilíbrio entre vida profissional e vida pessoal

O tempo que você planeja gastar no trabalho em comparação com o tempo que planeja passar com amigos, família e empenhar-se em seus próprios hobbies, é crucial para a escolha de uma carreira.

Antes de fazer a escolha de uma carreira, veja se essa transição irá trazer um equilíbrio para poder aproveitar a vida. 

 

Você gosta da ideia, não da realidade

Todas as decisões que você toma na vida, há sempre os prós e contras, e escolher uma carreira não é diferente.

No momento em que você finalmente chegar a esse emprego dos sonhos, você pode achar que não é o que você imaginou. 

Talvez você goste da ideia de atuar com Engenharia, mas odeia cálculos. Você pensou que queria ser Gestor, mas acha que não gosta de trabalhar com pessoas.

Você precisa evitar esse erro para garantir que você não fique preso em uma carreira que o torne infeliz ou que não tenha vocação.

4 – INVISTA EM AUTOCONHECIMENTO

Transição-carreira-Opus-Outplacement-Coaching4

Pode parecer básico para alguns, mas antes de pensar em ter outra profissão ou simplesmente mudar de área, é precisa olhar para si e verificar se tem compatibilidade real com a nova área.

Neste caso é importante conhecer muito bem o seu perfil comportamental e ter clareza de como é a vida que pretende construir. O autoconhecimento pode ser atingido de diversas formas e o processo de Coaching da Opus é uma excelente forma para isso.

Passar por um processo de Coaching faz com que você tome consciência das suas metas, desejos, objetivos e

propósitos, repensar sua atitude, fortalecer suas qualidades, para poder enfrentar as eventuais mudanças da transição de cabeça erguida.

Através do autoconhecimento, você tem a chance de repensar suas atitudes, potencializar sua coragem, reconhecer e aceita suas emoções negativas e trabalhar para que elas sejam modificadas.

Todo esse processo permite que você cresça e conheça a sua essência, alcance uma qualidade de vida e autonomia. 

Se você deseja saber mais sobre o Programa de Coaching, clique aqui 

5 – PROGRAMA DE APOIO À TRANSIÇÃO DE CARREIRA – OUTPLACEMENT

Outplacement

Passar por um momento de transição não é nada fácil. Na verdade, nenhuma mudança na vida é fácil. E se você pudesse receber apoio para enfrentar um momento como esse?

O Outplacement surgiu nos Estados Unidos na década de 1960, e se difundiu fortemente na Europa e veio para o Brasil nos anos 80.

Quer dizer que nos países mais desenvolvidos, a grande maioria dos profissionais procuram pelo programa. Já existem casos, que em alguns países as empresas são obrigadas a fornecer aos seus colaboradores, no ato do desligamento.

Foi pensando nisso, em auxiliar os profissionais, que a Opus RH oferece o programa de Apoio à Transição de Carreira – Outplacement.

Através dele você recebe a garantia de uma transição mais suave para essa nova jornada.

Com a ajuda da nossa equipe, o desligamento de uma empresa pode se tornar uma oportunidade para crescer ainda mais, com um novo emprego desafiante e recompensador, na área que você desejar. 

Também é importante ressaltar, que o Programa de Outplacement ajudará você a se manter confiante neste momento, aumentando o seu networking, desenvolvendo o seu lado profissional, prospectando oportunidades e tornando você apto para o mercado de trabalho.

Através do site da Opus, você pode conferir vários relatos de pessoas que participaram do programa e obtiveram um retorno incrível, como o caso da Juliana Slomp, que estava buscando uma transição de carreira. 

“Após 8 anos dentro da mesma empresa e posteriormente atuando na empresa dos meus pais, fui em busca de novos desafios. Foi nesse cenário que confiei no programa de Outplacement da Opus para o meu desenvolvimento. Através dele, conquistei uma oportunidade no segmento da moda, que era uma das realizações pessoais que eu tinha. Juliana Slomp – Analista de Produto de confecção”.

Se você deseja conhecer o Programa de Outplacement, clique aqui 

Juliana - Outplacement

CONCLUSÃO

Por fim, somente decida mudar de área se você tiver certeza absoluta de que é isso que você quer, de que você é capaz de trabalhar dessa forma e, de fato, deixar para trás a área anterior.

A palavra que deve acompanhar você nessa mudança é “perseverança”. Muita coisa pode dar errado, mas, se você estiver certo da decisão, muita coisa também pode dar certo! Procure apoio para passar por esse momento.

Se vai mudar de carreira vai precisar de mais do que apenas um Curriculum Vitae (CV) atualizado, vai também necessitar de uma boa rede de contatos e para isso vai ter que apostar num bom networking. Vai precisar aprender e estar preparado para novos processos e métodos de trabalho, já que será uma área nova. 

Se você gostou das dicas que falamos nesse artigo, não esqueça de compartilhar. Se tiver alguma dúvida, coloque nos comentários ⤵ Ficaremos felizes em te responder 😉 

Comments

comments

Deixe um comentário